LUZ NO LUGAR DAS TREVAS

Mais uma vez vamos comemorar uma festa cristã. Não foi em dezembro que Cristo nasceu, mas é neste mes em que se comemora o seu nascimento. Nestes dias que antecedem o dia escolhido para as festas do nascimento de Cristo, quero registrar aqui algumas reflexões.

“O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte resplandeceu-lhes a luz.”

Este texto faz parte da fala de Isaias quando prevê o nascimento do Redentor e sua moradia na região de Zebulon e Naftali. Esta região foi a primeira a ser massacrada, quando Tiglate Pileser, rei da Assiria invadiu a Palestina. Isaias descreve a região como um lugar de trevas e morte, mas que exatamente aquele lugar onde houvera tanta destruição, seria o palco de muito da vida e dos milagres de Cristo.

É assim que percebo a fé cristã. Vidas cheias de danos, mazelas e dores podem reencontrar a alegria de viver ao perceber que através de Cristo somos aceitos e amados. E a luz de Cristo pode expulsar todas as trevas dos nossos vazios, trazendo vida onde antes só existia a morte.

Que o Natal aconteça!

Anúncios