(Texto que a Cássia, minha filha, escreveu para mim, a pedido da Jailse, em 26 de agosto de 2011)

Orgulho de filha

Quando um avião passou lá no alto
Desejou e temeu
Quando provou as tristezas da falta
Chorou e cresceu
Quando a vida deu dois caminhos
Escolheu e andou
Quando o prazer deu lugar a razão
Aceitou e domou
Quando encontrou o amor
Disse sim e diz até hoje
Quando os frutos vieram
Dedicou-se e aprendeu
Quando os sonhos apareceram
Seguiu e realizou
Quando vieram as tristezas
Chorou e se acolheu
Quando precisou olhar pra dor
Enfrentou e continuou
Quando chegaram os frutos dos frutos
Aproveitou e criança virou
Quando chega a incapacidade
Reclama e aproveita o que ainda tem
Quando chegam os outros
Se entrega e os vê

Querida mãe, da menina simples e sem recursos que viu o avião lá no céu, sem trocadilhos, chegou mais alto que ele. Tenho orgulho do que você é!

Anúncios