O PRAZER DO ORVALHO

2 Comentários

Muitos precisam  do alcool para experimentar algum prazer. Outros precisam comer exageradamente! Alguns ainda precisam de relações sexuais a qualquer custo. Acredito que todas estas coisas tem seu prazer. Mas quando elas acontecem de forma exagerada ou sem responsabilidade o desconforto que poderá vir depois é bem maior do que o prazer experimentado!

Hoje, despertei espontaneamente bem cedo. Junto com o despontar do sol. Fui para meu pequeno quintal, que na verdade cerca a casa toda. Mas é um terremo pequeno que resolvemos encher de flores. E fui magnificamente presenteada com o prazer do orvalho! Vi os copos de leite cheio de gotas que mais pareciam bolinhas de cristais! Lindo e estontante! Eu vejo orvalho desde pequena, uma vez que meus pais eram lavradores. Nem por isso o encanto das gotas do sereno acumulada nas flores, deixaram de me encantar. Ainda agora, duas horas depois,  estou desfrutando deste mistério encantador da natureza!

Posso concluir: Mais que feliz são aqueles que percebem e se extasiam com as pequenas coisas!ORVALHO

Anúncios

MAR, MACACOS E MAMÃO!!!

Deixe um comentário

Mar? Macacos? Mamão? Tudo num mesmo lugar? Sim.

Cada vez que venho para o Bairro da Urca, me programo para uma caminhada, até a Pista Claúdio Coutinho. É uma pista em volta da montanha que recebe o nome de Pão de Açucar, com vista para o mar e para a Praia Vermelha. Como quase todo mundo sabe, é a montanha que tem o ponto final do Bondinho. Fico encantada enquanto me delicio com tudo que vejo neste lugar! Pássaros, lagartos e lagartixas, sagüis, mamoeiros enquanto chega até meus ouvidos o barulho delicioso das ondas do mar. Nos espaços entre as árvores, do lado contrário da encosta da montanha, posso ver o mar, barquinhos e barcões…vejo também os rochedos!  Nas sombras percebo a aragem e nos espaços das copas das árvores posso sentir os raios solares que passam pela minha pele e aquece toda a minha alma, no meio do cheiro do mato que se mistura com os aromas do mar. Com certeza, é um lugar para ficar horas e horas experimentando e desfrutando de pelo menos quatro sentidos. Da próxima vez trago um coco bem gelado, numa barraquinha na esquina da Av. Pasteur…E aí posso desfrutar das sensações, no caso prazerosas, de todos os sentidos!

Final da Pista Claudio Coutinho